[atom-pt-geral] GNU AGPL - Esclarecimento de Boatos sobre licença AtoM!

classic Clássica list Lista threaded Em Árvore
4 mensagens Opções
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

[atom-pt-geral] GNU AGPL - Esclarecimento de Boatos sobre licença AtoM!

Ricardo Pinho-2
Caros colegas,

Fui informado de que uma empresa anda a espalhar boatos e informações falsas sobre o licenciamento do AccessToMemory (AtoM) que é e será sempre software livre e de domínio público, inerente à sua licença GNU AGPL!

Pediram-me para enviar uma mensagem a esclarecer e informar devidamente a natureza eternamente livre e de domínio público que esta licença implica.

As licenças GNU General Public License (GPL) da Free Software Foundation são de domínio publico com uma garantia acrescida, uma cláusula de auto-protecção, designada por copyleft , de que qualquer versão posterior, derivado ou extensão do software é obrigado a usar a mesma licença (versão actual ou posterior) de software!

Ou seja, uma vez atribuída uma licença com copyleft, como o AGPL, ninguém pode posteriormente alterar a licença, nem mesmo o autor original!
Garante que uma vez nascido livre, será ele e todos os seus descendentes eternamente livre!

Tal como o importante marco de evolução da humanidade, que apesar de consagrado e estabelecido nos direitos do homem, atualmente ainda não é universalmente aplicado, pois existem e existirão sempre criminosos, oportunistas, aldrabões e sem escrúpulos que não cumprem a lei e não respeitam os direitos dos outros consagrados universalmente.
Esses casos devem ser imediatamente denunciados e energicamente combatidos para garantir a ética e o respeito pela decisão do(s) autor(es) inicial(is) quando adoptou(aram) esta licença para a sua obra (software)!

A licença GNU Affero GPL tem um requisito adicional específico, indicado para software do tipo servidor, que garante as 4 liberdades base a todos os utilizadores, incluindo os que acedem remotamente através da rede/internet! Assim todos os utilizadores, mesmo os que não têm o software instalado no seu computador têm o direito de usar, editar, alterar e redistribuir o software, ou seja, o código fonte e a sua licença tem de estar disponível também a esses utilizadores.

As razões para adotar o AGPL em software do tipo servidor/web estão bem explicadas aqui:
https://www.gnu.org/licenses/why-affero-gpl.html

Suponha que você desenvolva e lance um programa livre sob a GNU GPL comum. Se o desenvolvedor D modifica o programa e o lança, a GPL exige que ele distribua sua versão sob a GPL também. Assim, se você receber uma cópia da sua versão, você é livre para incorporar algumas ou todas as suas mudanças na sua própria versão.

Mas suponha que o programa seja principalmente útil em servidores. Quando D modifica o programa, ele provavelmente pode executá-lo em seu próprio servidor e nunca lançar cópias. Então você nunca receberá uma cópia do código fonte da sua versão, então você nunca terá a chance de incluir suas mudanças em sua versão. Você pode não gostar desse resultado.

O uso do GNU Affero GPL evita esse resultado. Se D executar sua versão em um servidor que todos possam usar, você também pode usá-lo. Supondo que ele tenha seguido o requisito da licença para permitir que os usuários do servidor baixem o código fonte da sua versão, você pode fazê-lo e, em seguida, você pode incorporar suas alterações em sua versão. (Se ele não seguiu, você tem seu advogado reclamando com ele.)


Mais informações sobre esta e outras licenças pode ser encontrada aqui:
https://choosealicense.com/licenses/agpl-3.0/

Este tipo de licenças é muitas vezes designada de pouco permissiva e existem alguns que a criticam pelo facto de não permitir a mudança posterior de licença!

No entanto, principalmente no caso de software produzido com dinheiro público, esta é uma grande vantagem e uma garantia de sucesso futuro, evitando que mais tarde alguém se aproprie do investimento publico feito e não distribua publicamente as (pequenas) melhorias que vai produzindo!

Espero ter ajudado a esclarecer. Existe muita informação sobre este assunto na internet.
NÃO SE DEIXEM ENGANAR!

https://pt.wikipedia.org/wiki/GNU_Affero_General_Public_License
A GNU Affero General Public License (Licença Pública Geral Affero GNU), ou simplesmente GNU Affero GPL, é uma licença de software livre publicada recentemente pela Free Software Foundation. A GNU AGPL tem o propósito de ser uma licença minimamente modificada da GNU GPL e atender as necessidades de fornecer liberdade em softwares como serviços (SaaS, Software as a Service), ou seja, aqueles aos quais não se tem acesso direto ao binário/código-objeto.

Diferença GNU GPL e GNU AGPL
A seção adicional da GNU Affero GPL requer que o código-fonte deva estar completamente disponível para qualquer usuário do software coberto pela GNU AGPL, tipicamente uma aplicação web. A Free Software Foundation recomenda essa licença para qualquer software que será executado atrás de um servidor, do mesmo modo como funciona uma aplicação web.


Cumprimentos,
--
Ricardo Pinho


_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: [atom-pt-geral] GNU AGPL - Esclarecimento de Boatos sobre licença AtoM!

anjoze
Administrador
Ricardo,
Obrigado por esclareceres este assunto visto que ainda há algumas pessoas que não acreditam que algo possa ser oferecido sem qualquer contrapartida.
Infelizmente há essa ideia devido à chulice e corrupção neste país.
As empresas aproveitam-se disso e preferem ser corruptas e enganar, para poderem extorquir o que bem lhes apetece, do que ganharem dinheiro honestamente e contribuírem para o desenvolvimento.
E assim continuamos a "cortar e congelar" ordenados e carreiras de quem quer trabalhar para poder sustentar estes chupistas todos.
Abraço,
José Anjos


On Wed, Nov 13, 2019 at 9:05 PM Ricardo Pinho <[hidden email]> wrote:
Caros colegas,

Fui informado de que uma empresa anda a espalhar boatos e informações falsas sobre o licenciamento do AccessToMemory (AtoM) que é e será sempre software livre e de domínio público, inerente à sua licença GNU AGPL!

Pediram-me para enviar uma mensagem a esclarecer e informar devidamente a natureza eternamente livre e de domínio público que esta licença implica.

As licenças GNU General Public License (GPL) da Free Software Foundation são de domínio publico com uma garantia acrescida, uma cláusula de auto-protecção, designada por copyleft , de que qualquer versão posterior, derivado ou extensão do software é obrigado a usar a mesma licença (versão actual ou posterior) de software!

Ou seja, uma vez atribuída uma licença com copyleft, como o AGPL, ninguém pode posteriormente alterar a licença, nem mesmo o autor original!
Garante que uma vez nascido livre, será ele e todos os seus descendentes eternamente livre!

Tal como o importante marco de evolução da humanidade, que apesar de consagrado e estabelecido nos direitos do homem, atualmente ainda não é universalmente aplicado, pois existem e existirão sempre criminosos, oportunistas, aldrabões e sem escrúpulos que não cumprem a lei e não respeitam os direitos dos outros consagrados universalmente.
Esses casos devem ser imediatamente denunciados e energicamente combatidos para garantir a ética e o respeito pela decisão do(s) autor(es) inicial(is) quando adoptou(aram) esta licença para a sua obra (software)!

A licença GNU Affero GPL tem um requisito adicional específico, indicado para software do tipo servidor, que garante as 4 liberdades base a todos os utilizadores, incluindo os que acedem remotamente através da rede/internet! Assim todos os utilizadores, mesmo os que não têm o software instalado no seu computador têm o direito de usar, editar, alterar e redistribuir o software, ou seja, o código fonte e a sua licença tem de estar disponível também a esses utilizadores.

As razões para adotar o AGPL em software do tipo servidor/web estão bem explicadas aqui:
https://www.gnu.org/licenses/why-affero-gpl.html

Suponha que você desenvolva e lance um programa livre sob a GNU GPL comum. Se o desenvolvedor D modifica o programa e o lança, a GPL exige que ele distribua sua versão sob a GPL também. Assim, se você receber uma cópia da sua versão, você é livre para incorporar algumas ou todas as suas mudanças na sua própria versão.

Mas suponha que o programa seja principalmente útil em servidores. Quando D modifica o programa, ele provavelmente pode executá-lo em seu próprio servidor e nunca lançar cópias. Então você nunca receberá uma cópia do código fonte da sua versão, então você nunca terá a chance de incluir suas mudanças em sua versão. Você pode não gostar desse resultado.

O uso do GNU Affero GPL evita esse resultado. Se D executar sua versão em um servidor que todos possam usar, você também pode usá-lo. Supondo que ele tenha seguido o requisito da licença para permitir que os usuários do servidor baixem o código fonte da sua versão, você pode fazê-lo e, em seguida, você pode incorporar suas alterações em sua versão. (Se ele não seguiu, você tem seu advogado reclamando com ele.)


Mais informações sobre esta e outras licenças pode ser encontrada aqui:
https://choosealicense.com/licenses/agpl-3.0/

Este tipo de licenças é muitas vezes designada de pouco permissiva e existem alguns que a criticam pelo facto de não permitir a mudança posterior de licença!

No entanto, principalmente no caso de software produzido com dinheiro público, esta é uma grande vantagem e uma garantia de sucesso futuro, evitando que mais tarde alguém se aproprie do investimento publico feito e não distribua publicamente as (pequenas) melhorias que vai produzindo!

Espero ter ajudado a esclarecer. Existe muita informação sobre este assunto na internet.
NÃO SE DEIXEM ENGANAR!

https://pt.wikipedia.org/wiki/GNU_Affero_General_Public_License
A GNU Affero General Public License (Licença Pública Geral Affero GNU), ou simplesmente GNU Affero GPL, é uma licença de software livre publicada recentemente pela Free Software Foundation. A GNU AGPL tem o propósito de ser uma licença minimamente modificada da GNU GPL e atender as necessidades de fornecer liberdade em softwares como serviços (SaaS, Software as a Service), ou seja, aqueles aos quais não se tem acesso direto ao binário/código-objeto.

Diferença GNU GPL e GNU AGPL
A seção adicional da GNU Affero GPL requer que o código-fonte deva estar completamente disponível para qualquer usuário do software coberto pela GNU AGPL, tipicamente uma aplicação web. A Free Software Foundation recomenda essa licença para qualquer software que será executado atrás de um servidor, do mesmo modo como funciona uma aplicação web.


Cumprimentos,
--
Ricardo Pinho
_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/


--
José  Anjos



_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/
HS
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: [atom-pt-geral] GNU AGPL - Esclarecimento de Boatos sobre licença AtoM!

HS
Não esquecer de colocar o tópico em #fakenews

José Anjos <[hidden email]> escreveu no dia quinta, 14/11/2019 à(s) 09:13:
Ricardo,
Obrigado por esclareceres este assunto visto que ainda há algumas pessoas que não acreditam que algo possa ser oferecido sem qualquer contrapartida.
Infelizmente há essa ideia devido à chulice e corrupção neste país.
As empresas aproveitam-se disso e preferem ser corruptas e enganar, para poderem extorquir o que bem lhes apetece, do que ganharem dinheiro honestamente e contribuírem para o desenvolvimento.
E assim continuamos a "cortar e congelar" ordenados e carreiras de quem quer trabalhar para poder sustentar estes chupistas todos.
Abraço,
José Anjos


On Wed, Nov 13, 2019 at 9:05 PM Ricardo Pinho <[hidden email]> wrote:
Caros colegas,

Fui informado de que uma empresa anda a espalhar boatos e informações falsas sobre o licenciamento do AccessToMemory (AtoM) que é e será sempre software livre e de domínio público, inerente à sua licença GNU AGPL!

Pediram-me para enviar uma mensagem a esclarecer e informar devidamente a natureza eternamente livre e de domínio público que esta licença implica.

As licenças GNU General Public License (GPL) da Free Software Foundation são de domínio publico com uma garantia acrescida, uma cláusula de auto-protecção, designada por copyleft , de que qualquer versão posterior, derivado ou extensão do software é obrigado a usar a mesma licença (versão actual ou posterior) de software!

Ou seja, uma vez atribuída uma licença com copyleft, como o AGPL, ninguém pode posteriormente alterar a licença, nem mesmo o autor original!
Garante que uma vez nascido livre, será ele e todos os seus descendentes eternamente livre!

Tal como o importante marco de evolução da humanidade, que apesar de consagrado e estabelecido nos direitos do homem, atualmente ainda não é universalmente aplicado, pois existem e existirão sempre criminosos, oportunistas, aldrabões e sem escrúpulos que não cumprem a lei e não respeitam os direitos dos outros consagrados universalmente.
Esses casos devem ser imediatamente denunciados e energicamente combatidos para garantir a ética e o respeito pela decisão do(s) autor(es) inicial(is) quando adoptou(aram) esta licença para a sua obra (software)!

A licença GNU Affero GPL tem um requisito adicional específico, indicado para software do tipo servidor, que garante as 4 liberdades base a todos os utilizadores, incluindo os que acedem remotamente através da rede/internet! Assim todos os utilizadores, mesmo os que não têm o software instalado no seu computador têm o direito de usar, editar, alterar e redistribuir o software, ou seja, o código fonte e a sua licença tem de estar disponível também a esses utilizadores.

As razões para adotar o AGPL em software do tipo servidor/web estão bem explicadas aqui:
https://www.gnu.org/licenses/why-affero-gpl.html

Suponha que você desenvolva e lance um programa livre sob a GNU GPL comum. Se o desenvolvedor D modifica o programa e o lança, a GPL exige que ele distribua sua versão sob a GPL também. Assim, se você receber uma cópia da sua versão, você é livre para incorporar algumas ou todas as suas mudanças na sua própria versão.

Mas suponha que o programa seja principalmente útil em servidores. Quando D modifica o programa, ele provavelmente pode executá-lo em seu próprio servidor e nunca lançar cópias. Então você nunca receberá uma cópia do código fonte da sua versão, então você nunca terá a chance de incluir suas mudanças em sua versão. Você pode não gostar desse resultado.

O uso do GNU Affero GPL evita esse resultado. Se D executar sua versão em um servidor que todos possam usar, você também pode usá-lo. Supondo que ele tenha seguido o requisito da licença para permitir que os usuários do servidor baixem o código fonte da sua versão, você pode fazê-lo e, em seguida, você pode incorporar suas alterações em sua versão. (Se ele não seguiu, você tem seu advogado reclamando com ele.)


Mais informações sobre esta e outras licenças pode ser encontrada aqui:
https://choosealicense.com/licenses/agpl-3.0/

Este tipo de licenças é muitas vezes designada de pouco permissiva e existem alguns que a criticam pelo facto de não permitir a mudança posterior de licença!

No entanto, principalmente no caso de software produzido com dinheiro público, esta é uma grande vantagem e uma garantia de sucesso futuro, evitando que mais tarde alguém se aproprie do investimento publico feito e não distribua publicamente as (pequenas) melhorias que vai produzindo!

Espero ter ajudado a esclarecer. Existe muita informação sobre este assunto na internet.
NÃO SE DEIXEM ENGANAR!

https://pt.wikipedia.org/wiki/GNU_Affero_General_Public_License
A GNU Affero General Public License (Licença Pública Geral Affero GNU), ou simplesmente GNU Affero GPL, é uma licença de software livre publicada recentemente pela Free Software Foundation. A GNU AGPL tem o propósito de ser uma licença minimamente modificada da GNU GPL e atender as necessidades de fornecer liberdade em softwares como serviços (SaaS, Software as a Service), ou seja, aqueles aos quais não se tem acesso direto ao binário/código-objeto.

Diferença GNU GPL e GNU AGPL
A seção adicional da GNU Affero GPL requer que o código-fonte deva estar completamente disponível para qualquer usuário do software coberto pela GNU AGPL, tipicamente uma aplicação web. A Free Software Foundation recomenda essa licença para qualquer software que será executado atrás de um servidor, do mesmo modo como funciona uma aplicação web.


Cumprimentos,
--
Ricardo Pinho
_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/


--
José  Anjos

_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/


_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: [atom-pt-geral] GNU AGPL - Esclarecimento de Boatos sobre licença AtoM!

Ricardo Pinho-2
Bom dia,
A propósito da temática do "copyleft" venho partilhar um evento que vai ocorrer em Bruxelas no dia a seguir à FOSDEM 2020 para a promoção do debate sobre este importante e pertinente tema da actualidade:



Some of the example fields and issues being:
1. Governance concerns for large copyleft projects;
2. Social and/or technical compliance strategies;
3. How copyleft fits in with other efforts to build ethical technology;
4. Is it possible or desirable to include ethical considerations beyond software freedom into FOSS licenses?
5. Copyleft and enforcement in different jurisdictions;
6. Affero GPL and other copyleft considerations in the era of network-based service software;
7. Publicly funded copyleft; i.e. municipal, library, public school or government;

8. License compatibility, what's new, what's old, and what challenges remain?
9. Copyleft abuse, how should the community respond?
10. The (general) future of copyleft;
11. any other topic (which is not on the list) that relates to copyleft.

Apesar de serem todos muito pertinentes, destaco os tópicos acima: 6 e 7 que se enquadram no que argumentei na minha primeira mensagem!

Com os melhores cumprimentos,
Ricardo Pinho

Gomes Silva <[hidden email]> escreveu no dia quinta, 14/11/2019 à(s) 11:32:
Não esquecer de colocar o tópico em #fakenews

José Anjos <[hidden email]> escreveu no dia quinta, 14/11/2019 à(s) 09:13:
Ricardo,
Obrigado por esclareceres este assunto visto que ainda há algumas pessoas que não acreditam que algo possa ser oferecido sem qualquer contrapartida.
Infelizmente há essa ideia devido à chulice e corrupção neste país.
As empresas aproveitam-se disso e preferem ser corruptas e enganar, para poderem extorquir o que bem lhes apetece, do que ganharem dinheiro honestamente e contribuírem para o desenvolvimento.
E assim continuamos a "cortar e congelar" ordenados e carreiras de quem quer trabalhar para poder sustentar estes chupistas todos.
Abraço,
José Anjos


On Wed, Nov 13, 2019 at 9:05 PM Ricardo Pinho <[hidden email]> wrote:
Caros colegas,

Fui informado de que uma empresa anda a espalhar boatos e informações falsas sobre o licenciamento do AccessToMemory (AtoM) que é e será sempre software livre e de domínio público, inerente à sua licença GNU AGPL!

Pediram-me para enviar uma mensagem a esclarecer e informar devidamente a natureza eternamente livre e de domínio público que esta licença implica.

As licenças GNU General Public License (GPL) da Free Software Foundation são de domínio publico com uma garantia acrescida, uma cláusula de auto-protecção, designada por copyleft , de que qualquer versão posterior, derivado ou extensão do software é obrigado a usar a mesma licença (versão actual ou posterior) de software!

Ou seja, uma vez atribuída uma licença com copyleft, como o AGPL, ninguém pode posteriormente alterar a licença, nem mesmo o autor original!
Garante que uma vez nascido livre, será ele e todos os seus descendentes eternamente livre!

Tal como o importante marco de evolução da humanidade, que apesar de consagrado e estabelecido nos direitos do homem, atualmente ainda não é universalmente aplicado, pois existem e existirão sempre criminosos, oportunistas, aldrabões e sem escrúpulos que não cumprem a lei e não respeitam os direitos dos outros consagrados universalmente.
Esses casos devem ser imediatamente denunciados e energicamente combatidos para garantir a ética e o respeito pela decisão do(s) autor(es) inicial(is) quando adoptou(aram) esta licença para a sua obra (software)!

A licença GNU Affero GPL tem um requisito adicional específico, indicado para software do tipo servidor, que garante as 4 liberdades base a todos os utilizadores, incluindo os que acedem remotamente através da rede/internet! Assim todos os utilizadores, mesmo os que não têm o software instalado no seu computador têm o direito de usar, editar, alterar e redistribuir o software, ou seja, o código fonte e a sua licença tem de estar disponível também a esses utilizadores.

As razões para adotar o AGPL em software do tipo servidor/web estão bem explicadas aqui:
https://www.gnu.org/licenses/why-affero-gpl.html

Suponha que você desenvolva e lance um programa livre sob a GNU GPL comum. Se o desenvolvedor D modifica o programa e o lança, a GPL exige que ele distribua sua versão sob a GPL também. Assim, se você receber uma cópia da sua versão, você é livre para incorporar algumas ou todas as suas mudanças na sua própria versão.

Mas suponha que o programa seja principalmente útil em servidores. Quando D modifica o programa, ele provavelmente pode executá-lo em seu próprio servidor e nunca lançar cópias. Então você nunca receberá uma cópia do código fonte da sua versão, então você nunca terá a chance de incluir suas mudanças em sua versão. Você pode não gostar desse resultado.

O uso do GNU Affero GPL evita esse resultado. Se D executar sua versão em um servidor que todos possam usar, você também pode usá-lo. Supondo que ele tenha seguido o requisito da licença para permitir que os usuários do servidor baixem o código fonte da sua versão, você pode fazê-lo e, em seguida, você pode incorporar suas alterações em sua versão. (Se ele não seguiu, você tem seu advogado reclamando com ele.)


Mais informações sobre esta e outras licenças pode ser encontrada aqui:
https://choosealicense.com/licenses/agpl-3.0/

Este tipo de licenças é muitas vezes designada de pouco permissiva e existem alguns que a criticam pelo facto de não permitir a mudança posterior de licença!

No entanto, principalmente no caso de software produzido com dinheiro público, esta é uma grande vantagem e uma garantia de sucesso futuro, evitando que mais tarde alguém se aproprie do investimento publico feito e não distribua publicamente as (pequenas) melhorias que vai produzindo!

Espero ter ajudado a esclarecer. Existe muita informação sobre este assunto na internet.
NÃO SE DEIXEM ENGANAR!

https://pt.wikipedia.org/wiki/GNU_Affero_General_Public_License
A GNU Affero General Public License (Licença Pública Geral Affero GNU), ou simplesmente GNU Affero GPL, é uma licença de software livre publicada recentemente pela Free Software Foundation. A GNU AGPL tem o propósito de ser uma licença minimamente modificada da GNU GPL e atender as necessidades de fornecer liberdade em softwares como serviços (SaaS, Software as a Service), ou seja, aqueles aos quais não se tem acesso direto ao binário/código-objeto.

Diferença GNU GPL e GNU AGPL
A seção adicional da GNU Affero GPL requer que o código-fonte deva estar completamente disponível para qualquer usuário do software coberto pela GNU AGPL, tipicamente uma aplicação web. A Free Software Foundation recomenda essa licença para qualquer software que será executado atrás de um servidor, do mesmo modo como funciona uma aplicação web.


Cumprimentos,
--
Ricardo Pinho
_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/


--
José  Anjos

_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/
_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/


--
Ricardo Pinho


_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/