[atom-pt-geral] Desmistificação de Mitos sobre AtoM

classic Clássica list Lista threaded Em Árvore
4 mensagens Opções
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

[atom-pt-geral] Desmistificação de Mitos sobre AtoM

Ricardo Pinho-2
Caros colegas,

Na sequência de outros mitos que se vão espalhando sobre o AtoM e na necessidade de os desmistificar e esclarecer com a verdade dos factos, venho em nome do grupo AtoM-PT enviar a presente mensagem.
Ficamos ao dispor de esclarecer estas e outras dúvidas que pretendam ver melhor esclarecidas.

Mito #1 "O AtoM deixou de ser open-source"
Mito #2 "O AtoM vai passar a ser a pago
Mito #3 "O AtoM vai ser descontinuado"
Mito #4 "O AtoM3 vai deixar de ser open-source e a pagar"

Segue a desmistificação mito-a-mito:

Mito #1 "O AtoM deixou de ser open-source"

Conforme explicado na mensagem abaixo de 13.Novembro:
http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/atom-pt-geral-GNU-AGPL-Esclarecimento-de-Boatos-sobre-licenca-AtoM-td273.html

O AccessToMemory é um software livre, com a licença GNU A-GPL 3.0 que inclui a cláusula de copyleft.
Ou seja, uma vez atribuída uma licença com copyleft, como o AGPL, ninguém pode posteriormente alterar a licença, nem mesmo o autor original!

Em virtude da sua licença A-GPL3, o AccessToMemory (AtoM) e posteriores versões baseadas no seu código , serão por lei sempre software livre e open-source, como se pode ler claramente na própria página oficial: https://www.accesstomemory.org/pt/



Mito #2 "O AtoM vai passar a ser a pago

Conforme explicado anteriormente o AccessToMemory (AtoM) será eternamente software livre e o acesso ao seu código será sempre livre e gratuito, como se pode ler claramente na própria página oficial, que se transcreve: https://www.accesstomemory.org/pt/

Open source
Todo o código do AtoM é lançado sobe uma licença GNU Affero General Public License (A-GPL 3.0) – dando-lhe a liberdade de o estudar, modificar, melhorar e distribuir. Nós acreditamos que uma parte importante do acesso é a acessibilidade e que todos devem ter acesso às ferramentas necessárias para preservar os materiais do patrimônio cultural. O código do AtoM está sempre disponível gratuitamente, e a nossa documentação é distribuído sob uma licença Creative Commons Share-alike. Confira no nosso repositório de código!


Mito #3 "O AtoM vai ser descontinuado"

Sendo o AccessToMemory software livre, com a licença GNU A-GPL 3.0, torna-o de domínio público, ou seja, a sua continuidade não está dependente de uma decisão do autor como no software proprietário. Ou seja, mesmo que o autor decida não continuar a desenvolver o software, qualquer outra pessoa ou entidade pode dar-lhe continuidade e melhorar o produto, com a condição de o manter como software livre e open-source.

Uma das grandes vantagens do software livre em relação ao software proprietário, é exactamente este, não é possível forçar a descontinuidade do software livre, o que reduz significativamente o risco de elevados custos de investimento devido à descontinuidade do software proprietário.

Para além desta garantia o AccessToMemory (AtoM) como software livre ainda garante a quem o adopte:

INTEROPERABILIDADE (NORMAS ABERTAS)
Ao usar formatos e protocolos de normas abertas, garante a possibilidade de interligação com outras aplicações informáticas, sem exigir o abandono do AtoM e adoção de outra solução para garantir a interligação com outras aplicações de terceiros.

INDEPENDÊNCIA TECNOLÓGICA E DE FORNECEDORES
Nada impede no futuro de se adotar outra solução diferente do AccessToMemory, uma vez que o software livre é totalmente aberto e transparente aos programadores de outras soluções, minimizando os custos de migração de dados e outros conteúdos carregados no AtoM.

O AccessToMemory (AtoM) é hoje usado no mundo inteiro, conforme lista extensa de casos apresentados no endereço abaixo, o que só por si é garante de interesse na continuidade do software por parte desses utilizadores:


Mito #4 O AtoM3 vai deixar de ser open-source e a pagar

O modelo de desenvolvimento da versão 3 do AccessToMemory surge num processo evolutivo, de um modelo de desenvolvimento da versão 2 suportado principalmente por apenas uma empresa (Canada), para um enquadramento de ser suportada por uma fundação sem fins lucrativos (Internacional): 

AccessToMemory Foundation - https://accesstomemoryfoundation.org/


A fundação é dirigida por um conjunto diretores independentes, provenientes de entidades públicas (universidades e arquivos):

https://accesstomemoryfoundation.org/governance/ 


Board of Directors

  • Creighton Barrett, Dalhousie University (Chair)

  • Heather Gordon, City of Vancouver Archives

  • Paul Hebbard, Simon Fraser University (Secretary)

  • Jeremy Heil, Queen’s University

  • Tim Hutchinson, University of Saskatchewan (Treasurer)

  • Lara Wilson, University of Victoria (Vice-Chair)


A adesão de membros à fundação é totalmente aberta, possuindo já membros de diversas entidades, públicas e privadas de todo o mundo:

https://accesstomemoryfoundation.org/membership-2/ 


Os membros, consoante a sua categoria, terão o direito de voto nas deliberações e tomadas de decisão sobre o desenvolvimento dessa nova versão, conforme indicado abaixo:


Current membership categories and associated fees:

  • Founding Institutional Member (voting) $2000 (CAD)/year

  • Institutional Member (voting) $500 (CAD)/year

  • Individual Member (non-voting) $50 (CAD) / year


A nova versão AtoM3 será desenvolvida no mesmo espírito das versões antecessoras, de software livre e open-source licenciado com GNU A-GPL3 e para cumprimento das normas internacionais do International Council of Archives (ICA)

https://accesstomemoryfoundation.org/access-to-memory/


AtoM has been designed on the open-source model, with the software, source code and supporting documentation made freely available for download and modification. Making the source code freely available is meant to foster collaboration amongst archival repositories by allowing developers to modify and improve the original code and contribute those improvements back freely for the benefit of the entire archival community. All AtoM code is released under a GNU Affero General Public License (A-GPL 3.0). The AtoM documentation is released under the Creative Commons Attribution-ShareAlike license.



O grande desafio que despoletou o desenvolvimento de uma nova versão 3 do AccessToMemory, como uma solução de software livre e open-source acessível a todos, para a concretização do anseio do Conselho Internacional de Arquivos de caminhar em direção a uma única norma de arquivo unificada: Records in Contexts (RiC), baseada no conceito Linked Data (dados ligados entre si) e outras alterações no panorama da descrição arquivística.

Esse compromisso foi apresentado de forma objectiva e detalhada no documento técnico de prova de conceito, elaborado em conjunto pelas seguintes 6 empresas: "AtoM 3 proof of concept"

https://atomfoundation.files.wordpress.com/2019/02/atom-3-proof-of-concept-proposal_final_en.pdf


  • AIM 25 (UK)

  • Artefactual systems (Canada)

  • Docuteam (Switzerland)

  • Imagiz (UK)

  • Nothing Interactive (Switzerland)

  • Zazuko (Switzerland)



O calendário de desenvolvimento desta nova versão 3 ainda está em definição e dependente, não só da obtenção dos fundos necessários mas também da 


Todas as instituições internacionais interessadas estão convidadas a aderir como membro à fundação e com isso terão acesso a mais detalhes e à tomada de posição nas decisões que forem sendo tomadas.


Volta-se a realçar que software livre e open-source depois de desenvolvido é de acesso livre e gratuito para todos. Mas o seu desenvolvimento inicial tem custos monetários para pagar aos programadores e desenvolvedores, que são pagos só uma vez, de forma mais eficiente na base da re-utilização.


As entidades e utilizadores, que pretendam usufruir das enormes vantagens do software livre e open-source devem também assumir a responsabilidade de contribuir financeiramente para que ele seja criado e mantido!



A participação na fundação e o contributo de fundos de forma voluntária para o desenvolvimento do AtoM3 é uma oportunidade e dever em particular das Instituições Públicas que irão obter grandes benefícios na sua utilização no futuro!


Conforme se explica na iniciativa da FSFE: 

”Dinheiro Público, Código Público!”

https://publiccode.eu/pt/


Razões para o Código ser Público:


Redução de Custos

Aplicações semelhantes não têm de ser criadas de raiz cada vez que são necessárias.


Colaboração

Custos financeiros e de consultoria em grandes projetos podem ser partilhados.


Servir o público

Aplicações financiadas pelos contribuintes devem estar disponíveis para todos.


Estimular inovação

Com processos transparentes para que outros não tenham de reinventar a roda.


Com os melhores cumprimentos,
--
Ricardo Pinho


_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: [atom-pt-geral] Desmistificação de Mitos sobre AtoM

Arquivo Histórico - Igreja Lusitana
Muito obrigada Ricardo,
Estou a redigir a minha tese de doutoramento sobre o Arquivo Histórico da Igreja Lusitana e o uso do Atom. Posso citar estas considerações, obviamente que só o farei com o vosso consentimento.
De qualquer forma foi-me muito útil.
Votos de umas excelentes Boas Festas e um Novo Ano muito próspero.
Sinceros cumprimentos,
Alexandra Vidal

Em 19 de Dezembro de 2019 as 14:33 Ricardo Pinho <[hidden email]> escreveu:

Caros colegas,

Na sequência de outros mitos que se vão espalhando sobre o AtoM e na necessidade de os desmistificar e esclarecer com a verdade dos factos, venho em nome do grupo AtoM-PT enviar a presente mensagem.
Ficamos ao dispor de esclarecer estas e outras dúvidas que pretendam ver melhor esclarecidas.

Mito #1 "O AtoM deixou de ser open-source"
Mito #2 "O AtoM vai passar a ser a pago
Mito #3 "O AtoM vai ser descontinuado"
Mito #4 "O AtoM3 vai deixar de ser open-source e a pagar"

Segue a desmistificação mito-a-mito:

Mito #1 "O AtoM deixou de ser open-source"

Conforme explicado na mensagem abaixo de 13.Novembro:
http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/atom-pt-geral-GNU-AGPL-Esclarecimento-de-Boatos-sobre-licenca-AtoM-td273.html

O AccessToMemory é um software livre, com a licença GNU A-GPL 3.0 que inclui a cláusula de copyleft.
Ou seja, uma vez atribuída uma licença com copyleft, como o AGPL, ninguém pode posteriormente alterar a licença, nem mesmo o autor original!

Em virtude da sua licença A-GPL3, o AccessToMemory (AtoM) e posteriores versões baseadas no seu código , serão por lei sempre software livre e open-source, como se pode ler claramente na própria página oficial: https://www.accesstomemory.org/pt/



Mito #2 "O AtoM vai passar a ser a pago

Conforme explicado anteriormente o AccessToMemory (AtoM) será eternamente software livre e o acesso ao seu código será sempre livre e gratuito, como se pode ler claramente na própria página oficial, que se transcreve: https://www.accesstomemory.org/pt/

Open source
Todo o código do AtoM é lançado sobe uma licença GNU Affero General Public License (A-GPL 3.0) – dando-lhe a liberdade de o estudar, modificar, melhorar e distribuir. Nós acreditamos que uma parte importante do acesso é a acessibilidade e que todos devem ter acesso às ferramentas necessárias para preservar os materiais do patrimônio cultural. O código do AtoM está sempre disponível gratuitamente, e a nossa documentação é distribuído sob uma licença Creative Commons Share-alike. Confira no nosso repositório de código!


Mito #3 "O AtoM vai ser descontinuado"

Sendo o AccessToMemory software livre, com a licença GNU A-GPL 3.0, torna-o de domínio público, ou seja, a sua continuidade não está dependente de uma decisão do autor como no software proprietário. Ou seja, mesmo que o autor decida não continuar a desenvolver o software, qualquer outra pessoa ou entidade pode dar-lhe continuidade e melhorar o produto, com a condição de o manter como software livre e open-source.

Uma das grandes vantagens do software livre em relação ao software proprietário, é exactamente este, não é possível forçar a descontinuidade do software livre, o que reduz significativamente o risco de elevados custos de investimento devido à descontinuidade do software proprietário.

Para além desta garantia o AccessToMemory (AtoM) como software livre ainda garante a quem o adopte:

INTEROPERABILIDADE (NORMAS ABERTAS)
Ao usar formatos e protocolos de normas abertas, garante a possibilidade de interligação com outras aplicações informáticas, sem exigir o abandono do AtoM e adoção de outra solução para garantir a interligação com outras aplicações de terceiros.

INDEPENDÊNCIA TECNOLÓGICA E DE FORNECEDORES
Nada impede no futuro de se adotar outra solução diferente do AccessToMemory, uma vez que o software livre é totalmente aberto e transparente aos programadores de outras soluções, minimizando os custos de migração de dados e outros conteúdos carregados no AtoM.

O AccessToMemory (AtoM) é hoje usado no mundo inteiro, conforme lista extensa de casos apresentados no endereço abaixo, o que só por si é garante de interesse na continuidade do software por parte desses utilizadores:


Mito #4 O AtoM3 vai deixar de ser open-source e a pagar

O modelo de desenvolvimento da versão 3 do AccessToMemory surge num processo evolutivo, de um modelo de desenvolvimento da versão 2 suportado principalmente por apenas uma empresa (Canada), para um enquadramento de ser suportada por uma fundação sem fins lucrativos (Internacional): 

AccessToMemory Foundation - https://accesstomemoryfoundation.org/


A fundação é dirigida por um conjunto diretores independentes, provenientes de entidades públicas (universidades e arquivos):

https://accesstomemoryfoundation.org/governance/ 


Board of Directors

  • Creighton Barrett, Dalhousie University (Chair)

  • Heather Gordon, City of Vancouver Archives

  • Paul Hebbard, Simon Fraser University (Secretary)

  • Jeremy Heil, Queen’s University

  • Tim Hutchinson, University of Saskatchewan (Treasurer)

  • Lara Wilson, University of Victoria (Vice-Chair)


A adesão de membros à fundação é totalmente aberta, possuindo já membros de diversas entidades, públicas e privadas de todo o mundo:

https://accesstomemoryfoundation.org/membership-2/ 


Os membros, consoante a sua categoria, terão o direito de voto nas deliberações e tomadas de decisão sobre o desenvolvimento dessa nova versão, conforme indicado abaixo:


Current membership categories and associated fees:

  • Founding Institutional Member (voting) $2000 (CAD)/year

  • Institutional Member (voting) $500 (CAD)/year

  • Individual Member (non-voting) $50 (CAD) / year


A nova versão AtoM3 será desenvolvida no mesmo espírito das versões antecessoras, de software livre e open-source licenciado com GNU A-GPL3 e para cumprimento das normas internacionais do International Council of Archives (ICA)

https://accesstomemoryfoundation.org/access-to-memory/


AtoM has been designed on the open-source model, with the software, source code and supporting documentation made freely available for download and modification. Making the source code freely available is meant to foster collaboration amongst archival repositories by allowing developers to modify and improve the original code and contribute those improvements back freely for the benefit of the entire archival community. All AtoM code is released under a GNU Affero General Public License (A-GPL 3.0). The AtoM documentation is released under the Creative Commons Attribution-ShareAlike license.



O grande desafio que despoletou o desenvolvimento de uma nova versão 3 do AccessToMemory, como uma solução de software livre e open-source acessível a todos, para a concretização do anseio do Conselho Internacional de Arquivos de caminhar em direção a uma única norma de arquivo unificada: Records in Contexts (RiC), baseada no conceito Linked Data (dados ligados entre si) e outras alterações no panorama da descrição arquivística.

Esse compromisso foi apresentado de forma objectiva e detalhada no documento técnico de prova de conceito, elaborado em conjunto pelas seguintes 6 empresas: "AtoM 3 proof of concept"

https://atomfoundation.files.wordpress.com/2019/02/atom-3-proof-of-concept-proposal_final_en.pdf


  • AIM 25 (UK)

  • Artefactual systems (Canada)

  • Docuteam (Switzerland)

  • Imagiz (UK)

  • Nothing Interactive (Switzerland)

  • Zazuko (Switzerland)



O calendário de desenvolvimento desta nova versão 3 ainda está em definição e dependente, não só da obtenção dos fundos necessários mas também da 


Todas as instituições internacionais interessadas estão convidadas a aderir como membro à fundação e com isso terão acesso a mais detalhes e à tomada de posição nas decisões que forem sendo tomadas.


Volta-se a realçar que software livre e open-source depois de desenvolvido é de acesso livre e gratuito para todos. Mas o seu desenvolvimento inicial tem custos monetários para pagar aos programadores e desenvolvedores, que são pagos só uma vez, de forma mais eficiente na base da re-utilização.


As entidades e utilizadores, que pretendam usufruir das enormes vantagens do software livre e open-source devem também assumir a responsabilidade de contribuir financeiramente para que ele seja criado e mantido!



A participação na fundação e o contributo de fundos de forma voluntária para o desenvolvimento do AtoM3 é uma oportunidade e dever em particular das Instituições Públicas que irão obter grandes benefícios na sua utilização no futuro!


Conforme se explica na iniciativa da FSFE: 

”Dinheiro Público, Código Público!”

https://publiccode.eu/pt/


Razões para o Código ser Público:


Redução de Custos

Aplicações semelhantes não têm de ser criadas de raiz cada vez que são necessárias.


Colaboração

Custos financeiros e de consultoria em grandes projetos podem ser partilhados.


Servir o público

Aplicações financiadas pelos contribuintes devem estar disponíveis para todos.


Estimular inovação

Com processos transparentes para que outros não tenham de reinventar a roda.


Com os melhores cumprimentos,
--
Ricardo Pinho
_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/

 

_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: [atom-pt-geral] Desmistificação de Mitos sobre AtoM

Ricardo Miguel Moreira Pinho
Muitos parabéns Alexandra pela dedicação à investigação científica e pelo tema escolhido!

Toda a informação da minha autoria e que transmito por este meio é obviamente de livre utilização, sem qualquer impedimento de serem citados ou reutilizados.
Verifique no entanto se é adequado a referencia a estes emails, pois não são feitos com o cuidado de serem usados como referencias em dissertações.
Continuação de bom trabalho e ao dispor sempre que necessitar.

Aproveito a oportunidade para desejar a todos um próspero, mais livre e aberto ano de 2020!

Com os melhores cumprimentos,
Ricardo Miguel Moreira Pinho
Técnico Superior
Actividade de Gestão de Sistemas de Informação, Informática e Inovação Tecnológica
Município de Oliveira de Azeméis
3720-240 Oliveira de Azeméis
256 600 600 | 800 256 600
www.cm-oaz.pt | [hidden email]

De: Arquivo Histórico - Igreja Lusitana [mailto:[hidden email]]
Enviada: 21 de dezembro de 2019 20:06
Para: Lista geral de debate sobre AtoM em língua Portuguesa <[hidden email]>; [hidden email]
Assunto: Re: [atom-pt-geral] Desmistificação de Mitos sobre AtoM

Muito obrigada Ricardo,
Estou a redigir a minha tese de doutoramento sobre o Arquivo Histórico da Igreja Lusitana e o uso do Atom. Posso citar estas considerações, obviamente que só o farei com o vosso consentimento.
De qualquer forma foi-me muito útil.
Votos de umas excelentes Boas Festas e um Novo Ano muito próspero.
Sinceros cumprimentos,
Alexandra Vidal


Em 19 de Dezembro de 2019 as 14:33 Ricardo Pinho <[hidden email]> escreveu:
Caros colegas,

Na sequência de outros mitos que se vão espalhando sobre o AtoM e na necessidade de os desmistificar e esclarecer com a verdade dos factos, venho em nome do grupo AtoM-PT enviar a presente mensagem.
Ficamos ao dispor de esclarecer estas e outras dúvidas que pretendam ver melhor esclarecidas.

Mito #1 "O AtoM deixou de ser open-source"
Mito #2 "O AtoM vai passar a ser a pago
Mito #3 "O AtoM vai ser descontinuado"
Mito #4 "O AtoM3 vai deixar de ser open-source e a pagar"

Segue a desmistificação mito-a-mito:

Mito #1 "O AtoM deixou de ser open-source"

Conforme explicado na mensagem abaixo de 13.Novembro:
http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/atom-pt-geral-GNU-AGPL-Esclarecimento-de-Boatos-sobre-licenca-AtoM-td273.html 

O AccessToMemory é um software livre, com a licença GNU A-GPL 3.0 que inclui a cláusula de copyleft.
Ou seja, uma vez atribuída uma licença com copyleft, como o AGPL, ninguém pode posteriormente alterar a licença, nem mesmo o autor original!

Em virtude da sua licença A-GPL3, o AccessToMemory (AtoM) e posteriores versões baseadas no seu código , serão por lei sempre software livre e open-source, como se pode ler claramente na própria página oficial: https://www.accesstomemory.org/pt/ 



Mito #2 "O AtoM vai passar a ser a pago

Conforme explicado anteriormente o AccessToMemory (AtoM) será eternamente software livre e o acesso ao seu código será sempre livre e gratuito, como se pode ler claramente na própria página oficial, que se transcreve: https://www.accesstomemory.org/pt/ 

Open source
Todo o código do AtoM é lançado sobe uma licença GNU Affero General Public License (A-GPL 3.0) – dando-lhe a liberdade de o estudar, modificar, melhorar e distribuir. Nós acreditamos que uma parte importante do acesso é a acessibilidade e que todos devem ter acesso às ferramentas necessárias para preservar os materiais do patrimônio cultural. O código do AtoM está sempre disponível gratuitamente, e a nossa documentação é distribuído sob uma licença Creative Commons Share-alike. Confira no nosso repositório de código!


Mito #3 "O AtoM vai ser descontinuado"

Sendo o AccessToMemory software livre, com a licença GNU A-GPL 3.0, torna-o de domínio público, ou seja, a sua continuidade não está dependente de uma decisão do autor como no software proprietário. Ou seja, mesmo que o autor decida não continuar a desenvolver o software, qualquer outra pessoa ou entidade pode dar-lhe continuidade e melhorar o produto, com a condição de o manter como software livre e open-source.

Uma das grandes vantagens do software livre em relação ao software proprietário, é exactamente este, não é possível forçar a descontinuidade do software livre, o que reduz significativamente o risco de elevados custos de investimento devido à descontinuidade do software proprietário.

Para além desta garantia o AccessToMemory (AtoM) como software livre ainda garante a quem o adopte:

INTEROPERABILIDADE (NORMAS ABERTAS)
Ao usar formatos e protocolos de normas abertas, garante a possibilidade de interligação com outras aplicações informáticas, sem exigir o abandono do AtoM e adoção de outra solução para garantir a interligação com outras aplicações de terceiros.

INDEPENDÊNCIA TECNOLÓGICA E DE FORNECEDORES
Nada impede no futuro de se adotar outra solução diferente do AccessToMemory, uma vez que o software livre é totalmente aberto e transparente aos programadores de outras soluções, minimizando os custos de migração de dados e outros conteúdos carregados no AtoM.

O AccessToMemory (AtoM) é hoje usado no mundo inteiro, conforme lista extensa de casos apresentados no endereço abaixo, o que só por si é garante de interesse na continuidade do software por parte desses utilizadores:
https://wiki.accesstomemory.org/wiki/Community/Users 


Mito #4 O AtoM3 vai deixar de ser open-source e a pagar

O modelo de desenvolvimento da versão 3 do AccessToMemory surge num processo evolutivo, de um modelo de desenvolvimento da versão 2 suportado principalmente por apenas uma empresa (Canada), para um enquadramento de ser suportada por uma fundação sem fins lucrativos (Internacional): 
AccessToMemory Foundation - https://accesstomemoryfoundation.org/

A fundação é dirigida por um conjunto diretores independentes, provenientes de entidades públicas (universidades e arquivos):
https://accesstomemoryfoundation.org/governance/ 

Board of Directors
• Creighton Barrett, Dalhousie University (Chair)
• Heather Gordon, City of Vancouver Archives
• Paul Hebbard, Simon Fraser University (Secretary)
• Jeremy Heil, Queen’s University
• Tim Hutchinson, University of Saskatchewan (Treasurer)
• Lara Wilson, University of Victoria (Vice-Chair)

A adesão de membros à fundação é totalmente aberta, possuindo já membros de diversas entidades, públicas e privadas de todo o mundo:
https://accesstomemoryfoundation.org/membership-2/ 

Os membros, consoante a sua categoria, terão o direito de voto nas deliberações e tomadas de decisão sobre o desenvolvimento dessa nova versão, conforme indicado abaixo:

Current membership categories and associated fees:
• Founding Institutional Member (voting) $2000 (CAD)/year
• Institutional Member (voting) $500 (CAD)/year
• Individual Member (non-voting) $50 (CAD) / year

A nova versão AtoM3 será desenvolvida no mesmo espírito das versões antecessoras, de software livre e open-source licenciado com GNU A-GPL3 e para cumprimento das normas internacionais do International Council of Archives (ICA)
https://accesstomemoryfoundation.org/access-to-memory/

AtoM has been designed on the open-source model, with the software, source code and supporting documentation made freely available for download and modification. Making the source code freely available is meant to foster collaboration amongst archival repositories by allowing developers to modify and improve the original code and contribute those improvements back freely for the benefit of the entire archival community. All AtoM code is released under a GNU Affero General Public License (A-GPL 3.0). The AtoM documentation is released under the Creative Commons Attribution-ShareAlike license.

O grande desafio que despoletou o desenvolvimento de uma nova versão 3 do AccessToMemory, como uma solução de software livre e open-source acessível a todos, para a concretização do anseio do Conselho Internacional de Arquivos de caminhar em direção a uma única norma de arquivo unificada: Records in Contexts (RiC), baseada no conceito Linked Data (dados ligados entre si) e outras alterações no panorama da descrição arquivística.
Esse compromisso foi apresentado de forma objectiva e detalhada no documento técnico de prova de conceito, elaborado em conjunto pelas seguintes 6 empresas: "AtoM 3 proof of concept"
https://atomfoundation.files.wordpress.com/2019/02/atom-3-proof-of-concept-proposal_final_en.pdf

• AIM 25 (UK)
• Artefactual systems (Canada)
• Docuteam (Switzerland)
• Imagiz (UK)
• Nothing Interactive (Switzerland)
• Zazuko (Switzerland)

O calendário de desenvolvimento desta nova versão 3 ainda está em definição e dependente, não só da obtenção dos fundos necessários mas também da 

Todas as instituições internacionais interessadas estão convidadas a aderir como membro à fundação e com isso terão acesso a mais detalhes e à tomada de posição nas decisões que forem sendo tomadas.

Volta-se a realçar que software livre e open-source depois de desenvolvido é de acesso livre e gratuito para todos. Mas o seu desenvolvimento inicial tem custos monetários para pagar aos programadores e desenvolvedores, que são pagos só uma vez, de forma mais eficiente na base da re-utilização.

As entidades e utilizadores, que pretendam usufruir das enormes vantagens do software livre e open-source devem também assumir a responsabilidade de contribuir financeiramente para que ele seja criado e mantido!


A participação na fundação e o contributo de fundos de forma voluntária para o desenvolvimento do AtoM3 é uma oportunidade e dever em particular das Instituições Públicas que irão obter grandes benefícios na sua utilização no futuro!

Conforme se explica na iniciativa da FSFE: 
”Dinheiro Público, Código Público!”
https://publiccode.eu/pt/

Razões para o Código ser Público:

Redução de Custos
Aplicações semelhantes não têm de ser criadas de raiz cada vez que são necessárias.

Colaboração
Custos financeiros e de consultoria em grandes projetos podem ser partilhados.

Servir o público
Aplicações financiadas pelos contribuintes devem estar disponíveis para todos.

Estimular inovação
Com processos transparentes para que outros não tenham de reinventar a roda.

Com os melhores cumprimentos,
--
Ricardo Pinho
_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral 
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/ 

 

_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: [atom-pt-geral] Desmistificação de Mitos sobre AtoM

Arquivo Histórico - Igreja Lusitana
Boa tarde Ricardo,

Votos de um excelente 2020 e obrigada pelo apoio à minha investigação, tenho apenas mais um ano e estou na fase da redação da tese tendo um capítulo dedicado ao AtoM. Obviamente este tipo de emails não são usados como citações em teses mas pelo menos creio que posso fazer referência ao nosso grupo e aos avanços que se vão operando.
Entretanto,como deve compreender os meus conhecimentos informáticos têm as suas limitações pelo que irei deter mais nas características, mais-valias e usabilidade do AtoM para arquivistas. Tentar ir pelo lado mais informático seria um erro da minha parte, mas espero que haja algum dos nossos colegas ou, quem sabe, o próprio Ricardo, possam ir mais além e apresentar também um trabalho científico sobre o AtoM.

Muito grata,
Renovo os votos de um Excelente 2020!
Sinceros cumprimentos,
Alexandra Vidal

> Em 30 de Dezembro de 2019 as 17:31 Ricardo Pinho <[hidden email]> escreveu:
>
>
> Muitos parabéns Alexandra pela dedicação à investigação científica e pelo tema escolhido!
>
> Toda a informação da minha autoria e que transmito por este meio é obviamente de livre utilização, sem qualquer impedimento de serem citados ou reutilizados.
> Verifique no entanto se é adequado a referencia a estes emails, pois não são feitos com o cuidado de serem usados como referencias em dissertações.
> Continuação de bom trabalho e ao dispor sempre que necessitar.
>
> Aproveito a oportunidade para desejar a todos um próspero, mais livre e aberto ano de 2020!
>
> Com os melhores cumprimentos,
> Ricardo Miguel Moreira Pinho
> Técnico Superior
> Actividade de Gestão de Sistemas de Informação, Informática e Inovação Tecnológica
> Município de Oliveira de Azeméis
> 3720-240 Oliveira de Azeméis
> 256 600 600 | 800 256 600
> www.cm-oaz.pt | [hidden email]
>
> De: Arquivo Histórico - Igreja Lusitana [mailto:[hidden email]]
> Enviada: 21 de dezembro de 2019 20:06
> Para: Lista geral de debate sobre AtoM em língua Portuguesa <[hidden email]>; [hidden email]
> Assunto: Re: [atom-pt-geral] Desmistificação de Mitos sobre AtoM
>
> Muito obrigada Ricardo,
> Estou a redigir a minha tese de doutoramento sobre o Arquivo Histórico da Igreja Lusitana e o uso do Atom. Posso citar estas considerações, obviamente que só o farei com o vosso consentimento.
> De qualquer forma foi-me muito útil.
> Votos de umas excelentes Boas Festas e um Novo Ano muito próspero.
> Sinceros cumprimentos,
> Alexandra Vidal
>
>
> Em 19 de Dezembro de 2019 as 14:33 Ricardo Pinho <[hidden email]> escreveu:
> Caros colegas,
>
> Na sequência de outros mitos que se vão espalhando sobre o AtoM e na necessidade de os desmistificar e esclarecer com a verdade dos factos, venho em nome do grupo AtoM-PT enviar a presente mensagem.
> Ficamos ao dispor de esclarecer estas e outras dúvidas que pretendam ver melhor esclarecidas.
>
> Mito #1 "O AtoM deixou de ser open-source"
> Mito #2 "O AtoM vai passar a ser a pago
> Mito #3 "O AtoM vai ser descontinuado"
> Mito #4 "O AtoM3 vai deixar de ser open-source e a pagar"
>
> Segue a desmistificação mito-a-mito:
>
> Mito #1 "O AtoM deixou de ser open-source"
>
> Conforme explicado na mensagem abaixo de 13.Novembro:
> http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/atom-pt-geral-GNU-AGPL-Esclarecimento-de-Boatos-sobre-licenca-AtoM-td273.html 
>
> O AccessToMemory é um software livre, com a licença GNU A-GPL 3.0 que inclui a cláusula de copyleft.
> Ou seja, uma vez atribuída uma licença com copyleft, como o AGPL, ninguém pode posteriormente alterar a licença, nem mesmo o autor original!
>
> Em virtude da sua licença A-GPL3, o AccessToMemory (AtoM) e posteriores versões baseadas no seu código , serão por lei sempre software livre e open-source, como se pode ler claramente na própria página oficial: https://www.accesstomemory.org/pt/ 
>
>
>
> Mito #2 "O AtoM vai passar a ser a pago
>
> Conforme explicado anteriormente o AccessToMemory (AtoM) será eternamente software livre e o acesso ao seu código será sempre livre e gratuito, como se pode ler claramente na própria página oficial, que se transcreve: https://www.accesstomemory.org/pt/ 
>
> Open source
> Todo o código do AtoM é lançado sobe uma licença GNU Affero General Public License (A-GPL 3.0) – dando-lhe a liberdade de o estudar, modificar, melhorar e distribuir. Nós acreditamos que uma parte importante do acesso é a acessibilidade e que todos devem ter acesso às ferramentas necessárias para preservar os materiais do patrimônio cultural. O código do AtoM está sempre disponível gratuitamente, e a nossa documentação é distribuído sob uma licença Creative Commons Share-alike. Confira no nosso repositório de código!
>
>
> Mito #3 "O AtoM vai ser descontinuado"
>
> Sendo o AccessToMemory software livre, com a licença GNU A-GPL 3.0, torna-o de domínio público, ou seja, a sua continuidade não está dependente de uma decisão do autor como no software proprietário. Ou seja, mesmo que o autor decida não continuar a desenvolver o software, qualquer outra pessoa ou entidade pode dar-lhe continuidade e melhorar o produto, com a condição de o manter como software livre e open-source.
>
> Uma das grandes vantagens do software livre em relação ao software proprietário, é exactamente este, não é possível forçar a descontinuidade do software livre, o que reduz significativamente o risco de elevados custos de investimento devido à descontinuidade do software proprietário.
>
> Para além desta garantia o AccessToMemory (AtoM) como software livre ainda garante a quem o adopte:
>
> INTEROPERABILIDADE (NORMAS ABERTAS)
> Ao usar formatos e protocolos de normas abertas, garante a possibilidade de interligação com outras aplicações informáticas, sem exigir o abandono do AtoM e adoção de outra solução para garantir a interligação com outras aplicações de terceiros.
>
> INDEPENDÊNCIA TECNOLÓGICA E DE FORNECEDORES
> Nada impede no futuro de se adotar outra solução diferente do AccessToMemory, uma vez que o software livre é totalmente aberto e transparente aos programadores de outras soluções, minimizando os custos de migração de dados e outros conteúdos carregados no AtoM.
>
> O AccessToMemory (AtoM) é hoje usado no mundo inteiro, conforme lista extensa de casos apresentados no endereço abaixo, o que só por si é garante de interesse na continuidade do software por parte desses utilizadores:
> https://wiki.accesstomemory.org/wiki/Community/Users 
>
>
> Mito #4 O AtoM3 vai deixar de ser open-source e a pagar
>
> O modelo de desenvolvimento da versão 3 do AccessToMemory surge num processo evolutivo, de um modelo de desenvolvimento da versão 2 suportado principalmente por apenas uma empresa (Canada), para um enquadramento de ser suportada por uma fundação sem fins lucrativos (Internacional): 
> AccessToMemory Foundation - https://accesstomemoryfoundation.org/
>
> A fundação é dirigida por um conjunto diretores independentes, provenientes de entidades públicas (universidades e arquivos):
> https://accesstomemoryfoundation.org/governance/ 
>
> Board of Directors
> • Creighton Barrett, Dalhousie University (Chair)
> • Heather Gordon, City of Vancouver Archives
> • Paul Hebbard, Simon Fraser University (Secretary)
> • Jeremy Heil, Queen’s University
> • Tim Hutchinson, University of Saskatchewan (Treasurer)
> • Lara Wilson, University of Victoria (Vice-Chair)
>
> A adesão de membros à fundação é totalmente aberta, possuindo já membros de diversas entidades, públicas e privadas de todo o mundo:
> https://accesstomemoryfoundation.org/membership-2/ 
>
> Os membros, consoante a sua categoria, terão o direito de voto nas deliberações e tomadas de decisão sobre o desenvolvimento dessa nova versão, conforme indicado abaixo:
>
> Current membership categories and associated fees:
> • Founding Institutional Member (voting) $2000 (CAD)/year
> • Institutional Member (voting) $500 (CAD)/year
> • Individual Member (non-voting) $50 (CAD) / year
>
> A nova versão AtoM3 será desenvolvida no mesmo espírito das versões antecessoras, de software livre e open-source licenciado com GNU A-GPL3 e para cumprimento das normas internacionais do International Council of Archives (ICA)
> https://accesstomemoryfoundation.org/access-to-memory/
>
> AtoM has been designed on the open-source model, with the software, source code and supporting documentation made freely available for download and modification. Making the source code freely available is meant to foster collaboration amongst archival repositories by allowing developers to modify and improve the original code and contribute those improvements back freely for the benefit of the entire archival community. All AtoM code is released under a GNU Affero General Public License (A-GPL 3.0). The AtoM documentation is released under the Creative Commons Attribution-ShareAlike license.
>
> O grande desafio que despoletou o desenvolvimento de uma nova versão 3 do AccessToMemory, como uma solução de software livre e open-source acessível a todos, para a concretização do anseio do Conselho Internacional de Arquivos de caminhar em direção a uma única norma de arquivo unificada: Records in Contexts (RiC), baseada no conceito Linked Data (dados ligados entre si) e outras alterações no panorama da descrição arquivística.
> Esse compromisso foi apresentado de forma objectiva e detalhada no documento técnico de prova de conceito, elaborado em conjunto pelas seguintes 6 empresas: "AtoM 3 proof of concept"
> https://atomfoundation.files.wordpress.com/2019/02/atom-3-proof-of-concept-proposal_final_en.pdf
>
> • AIM 25 (UK)
> • Artefactual systems (Canada)
> • Docuteam (Switzerland)
> • Imagiz (UK)
> • Nothing Interactive (Switzerland)
> • Zazuko (Switzerland)
>
> O calendário de desenvolvimento desta nova versão 3 ainda está em definição e dependente, não só da obtenção dos fundos necessários mas também da 
>
> Todas as instituições internacionais interessadas estão convidadas a aderir como membro à fundação e com isso terão acesso a mais detalhes e à tomada de posição nas decisões que forem sendo tomadas.
>
> Volta-se a realçar que software livre e open-source depois de desenvolvido é de acesso livre e gratuito para todos. Mas o seu desenvolvimento inicial tem custos monetários para pagar aos programadores e desenvolvedores, que são pagos só uma vez, de forma mais eficiente na base da re-utilização.
>
> As entidades e utilizadores, que pretendam usufruir das enormes vantagens do software livre e open-source devem também assumir a responsabilidade de contribuir financeiramente para que ele seja criado e mantido!
>
>
> A participação na fundação e o contributo de fundos de forma voluntária para o desenvolvimento do AtoM3 é uma oportunidade e dever em particular das Instituições Públicas que irão obter grandes benefícios na sua utilização no futuro!
>
> Conforme se explica na iniciativa da FSFE: 
> ”Dinheiro Público, Código Público!”
> https://publiccode.eu/pt/
>
> Razões para o Código ser Público:
>
> Redução de Custos
> Aplicações semelhantes não têm de ser criadas de raiz cada vez que são necessárias.
>
> Colaboração
> Custos financeiros e de consultoria em grandes projetos podem ser partilhados.
>
> Servir o público
> Aplicações financiadas pelos contribuintes devem estar disponíveis para todos.
>
> Estimular inovação
> Com processos transparentes para que outros não tenham de reinventar a roda.
>
> Com os melhores cumprimentos,
> --
> Ricardo Pinho
> _______________________________________________
> atom-pt-geral mailing list
> [hidden email]
> https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral 
> _______________________________________________
> Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/ 
>
>  
>
> _______________________________________________
> atom-pt-geral mailing list
> [hidden email]
> https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
> _______________________________________________
> Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/


_______________________________________________
atom-pt-geral mailing list
[hidden email]
https://lists.sourceforge.net/lists/listinfo/atom-pt-geral
_______________________________________________
Pode consultar esta lista em: http://atom-pt-geral.2363238.n4.nabble.com/